Justiça determina fim da greve em Crateús

Justiça determina fim da greve em Crateús

O Desembargador Paulo Francisco Banhos Ponte determinou, nesta quarta-feira (25/4), a suspensão da greve e o imediato retorno dos servidores municipais de Crateús ao trabalho. 

Promovida pelos sindicatos de professores e dos servidores, o estado de greve havia sido decretado desde a última sexta-feira (20/4), causando transtornos e prejudicando a população. 

Na decisão, o desembargador Paulo Ponte determinou “que os grevistas se abstenham de impedir a entrada, nos prédios municipais, de alunos, funcionários, professores e servidores, sob pena, em caso de descumprimento da presente medida, de multa diária de R$10.000,00 (dez mil reais) para os sindicatos requeridos”. 

Como é do feito do prefeito de Crateús, Marcelo Machado não guarda mágoas, e assegurou aos servidores que ninguém sofrerá nenhuma penalidade. No entanto, o gestor espera que seja retomado o diálogo com os sindicatos. "O que mais importa nesse momento é o bem de Crateús e de toda a população. Sou prefeito de todos", conclui.