Mais de 5 mil doses de vacina contra H1N1 em Crateús

Mais de 5 mil doses de vacina contra H1N1 em Crateús

Desde o dia 23 de abril (segunda-feira), a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe H1N1, em Crateús, tem atingido a meta estipulada pelo Ministério da Saúde. As ações visam diminuir o impacto do vírus no País, onde o Dia “D” de mobilização está marcado para 12 de maio. 

Segundo levantamento feito recentemente pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a gripe é uma doença séria, que mata mais de 650 mil pessoas todos os anos.

Em Crateús, de acordo com dados da Secretaria de Saúde, mais de 5 mil pessoas foram imunizadas no município. A vacinação atendeu pessoas dos chamados grupos prioritários, a exemplo de idosos, crianças, gestantes, professores e profissionais da saúde.

A Influenza A, como é mais conhecida, é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. A transmissão ocorre principalmente, através do contato com partículas eliminadas por pessoas infectadas. Além de causar sintomas como febre alta, nariz entupido, cansaço e dor no corpo, a Gripe está por trás de complicações como pneumonia e infarto.  

A vacina Influenza propicia benefícios aos vacinados e seus contatos, reduzindo assim, as hospitalizações e mortes. Em Crateús, a Campanha começa com alguns grupos prioritários que são crianças de 6 meses e menores de 5 anos, gestantes em qualquer idade gestacional, puérperas - mulheres no pós-parto até 45 anos, trabalhadores de saúde, professores das escolas públicas e privadas, povos indígenas e idosos acima de 60 anos. Tem também os outros grupos, a exemplo da população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e portadores de doenças crônicas.  

Em Crateús, a Coordenadora do Setor de Imunização da Secretaria de Saúde do Município, enfermeira Amanda Teles, faz um apelo aos crateuenses: “De início, a gente pede a população pra ter um pouco de paciência, porque a meta que nós recebemos está um pouco reduzida. Mas, terá vacina pra todo mundo”, afirma Amanda Teles.

Em 2018, lembra a enfermeira, “a meta de vacinação para ser alcançada é 90% de cada grupo prioritário. Então, a gente pede que as pessoas tenham um pouco de cuidado em relação à prevenção, que é higienizar as mãos com álcool gel, água e sabão; não tocar os olhos, nariz e boca após tossir ou espirrar; evitar o contato com pessoas gripadas e manter ambientes ventilados. Esses são os cuidados”, afirma a Coordenadora do Setor de Imunização da Secretaria de Saúde.

A enfermeira Amanda Teles informa ainda, que, em 12 de maio, Dia “D” de mobilização nacional, todos os postos de saúde da zona urbana de Crateús estarão abertos. Então, as pessoas devem procurar as Unidades Básicas de Saúde (UBS) mais próximas de suas casas, levando a caderneta de vacinação. Amanda reforça também, que a vacina contra a H1N1 estará disponível em todas as UBS, tanto da zona rural como sede de Crateús, a partir de 23 de abril.